Roberto Bach apresenta o último CD da trilogia

Autor de um pequeno concerto campestre, em 2006, que passou primeiro por “Oliveira” e que mostrou um outro lado da primavera, trilogia iniciada em 2000, o produtor, músico e ilustrador baiano Roberto Bach, de passagem pela cidade, brinda-nos, agora, com “A Colina dos Cavalos Fortes – Um Caso Clássico”, reunindo dez trotes de boa marcha.

Com inspiração medieval de agrado de cantores renascentistas, mesmo trabalho admirado por Elomar e pela trupe do Quinteto Armorial, entre outros de cabeça bonita e ouvido apurado, o Bach tupiniquim rega o trovadorismo inserido em seu trabalho e qual equinos de longas crinas, “galopa” pelas colinas no pulsar de um coração enterrado na curva do rio. Agora se aventurando pelas “esquinas de Minas”, Bach ilustra o fim de sua trilogia com pinturas naïf, arte destituída daquela convencional, espontânea e figurativa, ostentando cores vivas e simbologia próprias de nossa mineiridade.

Nas imagens, evocações ao santo Chiquinho de Assis, a personagens que lembram o traço de Botero, as igrejas seculares e o barroco mineiro, tudo, sem “proselitismo religioso”, conforme deixa claro Bach, que está na estrada há cerca de 35 anos.

TROVADORISMO

Bach se orgulha em afirmar ser o criador do trovadorismo musical no Brasil. Segundo ele, não há outro artista que faça trabalho semelhante. Ele, no entanto, deve deixar de se dedicar à atividade, pela falta de remuneração adequada, apesar de ser de grande interesse para escolas, especialmente as de Ensino Médio, pois o trovadorismo está no contexto das aulas de literatura.Contatos com o artista: (77) 8855-8869.

Organização estima 60 mil visitantes em nove dias de Flipoços

Terminou no domingo, 6, a sétima edição do Festival Literário de Poços de Caldas, que contou com dezenas de palestras com escritores e acadêmicos renomados do cenário nacional. Todas atraíram excelente público e despertaram interesse massivo da imprensa do eixo Rio-São Paulo, entre jornais, revistas, emissoras de rádio e TV.

Nomes como os dos escritores Zuenir Ventura, Luiz Fernando Veríssimo, do filósofo, escritor e colunista da “Folha de S. Paulo”, Luiz Felipe Pondé, do jornalista e âncora do Jornal do SBT, Rodolpho Gamberini, dos cartunistas Paulo Caruso e Caco Galhardo, do desenhista e arte-educador Daniel Azulay, além dos presentes em temáticas não propriamente literárias atraíram grande público à Urca.

Durante os noves dias da já considerada maior festa literária do Sul de Minas (e uma das maiores do Brasil) – a circulação de público pelo espaço da Feira Nacional do Livro, com mais de 80 expositores (estandes de livrarias, editoras e entidades educacionais e culturais), proporcionou um volume de negócios e vendas de livros, segundo levantamentos iniciais, superiores aos registados na edição do ano passado. Os participantes que adquiriram os livros, e solicitaram o CPF na Nota, poderão retirar os créditos da Nota Fiscal Paulista. A GSC Eventos estima um público de 60 mil pessoas e mais de R$ 400 mil em negócios realizados pelos expositores, além do grande movimento circulante na economia da cidade.

PRÓXIMA EDIÇÃO

Para 2013, alguns temas já estão pré-definidos, entre eles o central: “A Imortalidade da Literatura – O Legado dos nossos Escritores Imortais”, cuja homenagem principal será à Academia Brasileira de Letras e seus imortais. Segundo Gisele Ferreira, da GSC Eventos, empresa realizadora do evento, muitas novidades já estão sendo preparadas para 2013 e serão anunciadas em breve.

IMS expõe trabalhos artísticos de Edoardo Marras

O Instituto Moreira Salles abre neste sábado, 5, às 20h, no Chalé Cristiano Osório, a exposição “Edoardo Marras – A Imagem Projetada”, com 25 trabalhos do artista italiano, entre obras em pastel seco e fotografias. Marras nasceu na Itália, em 1906 e aos 15 anos, foi para Buenos Aires onde, ao frequentar a Escola de Belas Artes, desenvolveu métodos de desenho de observação rápido e preciso.

Tornou-se especialista em retratos e, aos 18 anos, começou a rodar por cidades turísticas da América Latina, Europa, Canadá e Estados Unidos, sempre retratando as pessoas em pastel seco sobre papel. Chegou a Poços no final da de 1930, quando o jogo e os banhos termais marcavam a rotina da cidade. Em decorrência de acontecimentos durante a Segunda Guerra Mundial, se estabeleceu em Poços e, associado a José Acelino dos Santos, construiu o Cine Vogue.

Após a proibição do jogo em 1946, a casa de projeções tornou-se uma das únicas atividades culturais da cidade e então, dedicado à administração do cinema, Marras colocou sua produção plástica no âmbito da distração pessoal, produzindo retratos de artistas de cinema da época, que eram aproveitados como decoração de sua casa de projeções.

Última atualização ( Seg, 07 de Maio de 2012 15:16 )

IF Sul de Minas inaugura cursos técnicos em Andradas nesta sexta

Cumprindo o prazo previsto em reunião que aconteceu entre o diretor do campus de Inconfidentes, professor Ademir Pereira, o prefeito Rodrigo Lopes e o deputado federal Geraldo Thadeu (PSD-MG), o Instituto Federal do Sul de Minas (IF Sul de Minas) inaugura os cursos técnicos iniciais oferecidos em Andradas.

A aula inaugural acontece na sexta-feira, 16, às 19h, na Escola Municipal José Bonifácio, onde por hora, acontecerão os cursos técnicos Segurança no Trabalho, Administração e Logística. A reunião que definiu a instalação dos cursos na cidade aconteceu no dia 20 de janeiro quando foi assinado o termo de cooperação técnica entre o Instituto e a prefeitura.

O deputado federal Geraldo Thadeu contribui com o Instituto Federal desde sua criação pelo Governo Federal em 2008, por meio de emendas parlamentares com recursos específicos conforme a necessidade dos campus da região para a expansão do ensino e qualificação profissional. Os cursos técnicos vêm ao encontro da demanda de mercado, de empresas que precisam de profissionais com esta formação. Além disto, há dois anos Geraldo Thadeu vem negociando a implantação dos cursos técnicos em Andradas, que são gratuitos para a população.

Geraldo Thadeu já anunciou recursos do orçamento da União para o ano que vem, por meio de emenda parlamentar para a construção da sede própria que deve ter oito salas de aula. Quanto ao local para a instalação definitiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas, o próprio deputado fez solicitação ao Ministério da Agricultura para doação de uma área que se encontra ociosa em Andradas e que foi indicada pela prefeitura. O deputado já confirmou presença na aula inaugural como um incentivador dando ênfase à educação como fundamental para a transformação social do indivíduo e da sociedade.

Os cursos que começam a ser desenvolvidos no Município foram escolhidos pela população por meio de pesquisa de demanda e de mercado. Outras informações sobre os cursos estão no site http://www.ifsuldeminas.edu.br/.

Última atualização ( Qua, 14 de Agosto de 2013 14:47 )

Estado autoriza ordem de serviço para construção do aeroporto de Itajubá e do trevo em Paraisópolis

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles (DEM), participa hoje, 17, em Itajubá e Paraisópolis, no Sul de Minas, das assinaturas da ordem de serviço para a construção do aeroporto de Itajubá e do trevo de acesso ao Distrito Industrial em Paraisópolis.

A obra do aeroporto, que faz parte do programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero) e será executada pelo Departamento de Obras Públicas (DEOP-MG), consiste na construção da pista de pouso e decolagem, taxiway, pátio de estacionamento de aeronaves, terminal de passageiros, seção de combate de incêndio e acesso ao aeroporto.

Outra obra que recebe ordem de início e execução pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG) é a implantação do trevo de acesso ao Distrito Industrial, na rodovia MG 173 entroncamento MG 295, em Paraisópolis, com 32,6 km. As obras representam investimento de cerca de R$ 69 milhões do Governo de Minas.