Estado abre envelope da licitação do aeroporto local

O Governo de Minas abriu, na terça-feira, 19, o envelope do processo de licitação para a ampliação e reforma do Aeroporto de Poços de Caldas, Embaixador Walther Moreira Salles. A  empresa habilitada é a Enecon S.A. Caso ela seja aprovada, será responsável pela criação do projeto executivo de arquitetura e engenharia do local.

PROJETOS EXECUTIVOS

De acordo com o Departamento de Obras Públicas de Minas Gerais (Deop/MG), o valor total dos projetos executivos de Poços de Caldas, Três Corações e Serro está orçado em R$ 820 mil.

A empresa terá um prazo de quatro meses para a entrega do serviço a partir da ordem de início e assinatura do contrato. A empresa contratada realizará uma análise nas instalações do aeroporto da cidade verificando o que devera ser feito. Depois do projeto concluído, começará o processo para execução da obra.

O deputado Carlos Mosconi (PSDB) disse que, finalmente, o aeroporto de Poços será uma realidade. “O Governo de Minas está decidido em ampliar e reformar o aeroporto do município, com a possibilidade, inclusive, de voos regulares. Essa é uma solicitação antiga dos moradores, constituindo em um importante marco de desenvolvimento para a região”, informou.

SEGUNDA ETAPA

A licitação faz parte da 2ª etapa do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (ProAero), anunciado pelo governador Anastasia em janeiro. Somente para Poços, serão investidos R$ 32,8 milhões. O valor já está assegurado pelo Estado. Até 1º de março, uma equipe técnica da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop/MG) e do Banco do Brasil irão à Poços. Eles farão um levantamento dos problemas existentes no aeroporto. Esta medida é para melhorar a qualidade dos serviços e da infraestrutura do local.

Última atualização ( Qui, 21 de Fevereiro de 2013 10:33 ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *